terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Fechamento Janeiro 2017 | R$ 24.689.09 (+43.28%)

Olá amigos!

Permitam-me começar com uma pequena digressão. Uma coisa muito comum no mundo no direito é como as coisas são subjetivas: nada é exato e toda lei tem sua interpretação, de tal modo que -não raro- um mesmo artigo tem duas interpretações tão dicotômicas que chega a espantar. Quanto mais fundo você estuda um tema, mais descobre cada uma dessas várias visões diferentes sobre a mesma coisa. Outra coisa muito comum, e que chega a dar medo, é saber como sociedade é mal informada pela mídia popular quando o assunto em comento tem algo relacionado com o direito.

O problema é que, sendo formado em direito, eu consigo identificar a informação errada que a mídia dá, qual doutrinador tem posicionamento minoritário, enfim, separar o joio do trigo. Já quando o assunto foge da minha área de estudo/trabalho, eu fico totalmente perdido.

Quer um exemplo? Finanças.

Quanto mais eu leio e estudo, mais eu percebo que não sei nada. E aí bate aquele medo de estar sendo influenciado pela má informação disponível. Como separar o que é bom e o que ruim?

Eu estava feliz e faceiro com meus investimentos em tesouro direto, achando que é um bom investimento, seguro, boa rentabilidade, etc. Aí começam a pipocar aqui e ali os disseminadores da discórdia, dizendo que o governo está em crise e que pode dar calote (ainda que branco), que não se deve emprestar pra quem está no vermelho, que o IR no final come todo rendimento, etc, etc. Claro, pode parecer muito exagero, mas e aquele medo que bate quando vc percebe que, de fato, tesouro direto caiu na boca do povo e é o investimento da vez? Aí fica ecoando aquela frase: "quando seu porteiro diz que X coisa é um bom investimento, é melhor você tirar seu dinheiro de lá".

Enfim, vamos ao que interessa.

Desempenho financeiro


Procurei economizar o máximo possível para aumentar o aporte, já que ganho pouco. Acho que fiz um bom trabalho esse mês. A única despesa alta foi mesmo o carro por conta do IPVA. Não consigo me livrar do carro porque vou trabalhar com ele e moro num lugar não servido por transporte público decente.

Despesas mensais:


Patrimônio atualizado:


O aporte poderoso (em relação aos meus padrões) se deu por conta da soma de rescisão do emprego anterior, FGTS sacado e salário do mês passado sem aportar parado na conta-corrente. Minha meta era construir uma reserva de emergência de 20k e, a partir daí, passar a investir em outros lugares. Ter conseguido isso em relativamente pouco tempo me deixa muito feliz e me prende mais ainda a continuar com o blog, continuar aportando, etc.

Formado o colchão, hora de investir "de verdade" e começar a gerar renda passiva.

Uma pequena nota: estou gostando MUITO de um cara apelidado Bastter. Não é blogueiro, mas tem vídeos no youtube e um site/fórum. Na verdade, só vi alguns vídeos dele e gostei bastante da "filosofia" que ele ensina. Recomendo a quem, como eu, está começando. Se alguém tiver alguma crítica, por favor me diga nos comentários. Estou pensando em fazer um post sobre a "filosofia bastter de investimentos".

Desempenho pessoal


Minha vida está estranhamente mais leve e feliz. Não associo isso só ao fato de (finalmente) ter uma reserva financeira, mas ter mudado de emprego realmente foi uma coisa boa. Estou trabalhando bem mais, mas sem a pressão e energia negativa de antes, então a coisa flui melhor. Tem até uma colega de trabalho que eu acho que está me dando mole. O ruim de ser beta é que eu nem consigo identificar quando a mulher está dando mole ou quando ela está só sendo simpática... Todo caso, acho que mês que vem vou chamar ela pra sair, já que a relação e conversas ficam só no trabalho e sobre assuntos do trabalho. Vamos ver no que vai dar. Não é lá uma mulher nota 10, mas eu também não sou um cara nota 10. Somos os dois nota 5, então estaria tudo bem.

A única coisa ruim é que não estou fazendo exercícios físicos, ou seja, continuo vivendo como um sedentário. Isso tem que mudar esse mês, mas são muitas dúvidas, o que demandaria muito tempo de pesquisa. Que horas é melhor se exercitar? De manhã? De noite? Se de manhã, come algo antes? Mas não dizem que não pode comer nada antes de se exercitar? Se for de noite, aí come depois? Mas a ideia não é dormir leve? E quais suplementos tomar? Sou magro e quero ganhar músculo, tenho que fazer aeróbico? Mas se não fizer, como queimar a barriga de chopp? Etc etc etc. É toda uma bolha nova e, no momento, a bolha financeira tá tomando todo tempo. Me ajuda aí, por favor, se você manja dos paranauê!

É isso galera, obrigado a você que leu tudo e um ótimo fevereiro pra todo mundo!

6 comentários:

  1. Grande PZ, que aporte poderoso! Está subindo bem!

    Sobre a colega de trabalho, não sei se é legal, mas uma coisa que descobri, 'aonde se ganha o pão, não se come a carne' embora cada um tem o seu tipo de pensamento.

    Sobre exercício: eu prefiro de manhã, pois você acorda mais motivado, sempre faço um café da manhã reforçado também. Ai depois do treino toma algum suplemento: whey + malto(basicão).

    Barriga de chopp, vai ser mais a dieta e aeróbico pra ajudar.

    Abraços e sucesso

    ResponderExcluir
  2. Zen, pelo visto você ficou preocupado com o post do Viver de Dividendos...

    Fique tranquilo pois TD obviamente não é a ultima bolacha do pacote, mas é fato que é um bom investimento aqui no brasil, especialmente para compor carteira.

    Bastter tem umas ideias muito boas, vale a pena o aprofundamento...

    no mais, pelo aporte.. haha, e que bom que sua vida está mais tranquila, no final, é isso que importa

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  3. cuidado com o bastter. Os ensinamentos dele são bons, só não gaste seu dinheiro nos cursos/site dele nem vire um seguidor extremista que tá de boa.

    ResponderExcluir
  4. Olá PZ,
    Parabéns pelo patrimônio. Aporte bem esse aí.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Buenas, Zen! Taxa não ganha do tempo - kkk! Eu gosto bastante do site do Bastter, mas com o HighLander comentou acima, não dá para ser extremista. Ele diz que taxa não ganha do tempo, mas taxa ganha de taxa. Depois de um certo patrimônio, porque não correr um risco controlado em ativos que podem dar uma rentabilidade maior, seja em RF ou RV. Mas, sim, isso ele tem toda a razão: o sucesso está no aporte.

    Quanto à renda fixa, o post que saiu aí está totalmente errado, pois compara laranja com melancia. Risco? Sim, existem riscos, mas em todo o lugar existe, e o TD é a RF mais segura que temos.

    Abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  6. Fala PZ, belo patrimônio e parabéns pelo aporte!!
    Realmente temos que ter o pé atrás com nossas finanças, um passo em falso, e tudo que lutamos poderá se perder, mas o caminho é esse, procurar o máximo de informações possíveis.
    Quanto aos exercícios, estou contigo, tenho que começar, e acho que na verdade cada uma faz sua realidade, seus horários e etc, atualmente eu nem tenho tempo pra malhar, ta foda, mas vida que segue, vou dar um jeito.

    abs

    ResponderExcluir